Ir para o conteúdo principal

História de cliente

Soluções de energia inovadoras para um mundo mais limpo

9x

mais rápido — 5 minutos para validar um rótulo, em comparação com 45 minutos anteriormente

NUVEM: Azure

“Ao longo dos anos, o uso da Databricks aumentou consideravelmente. No início, a Databricks era nossa plataforma de big data e IA, mas o escopo foi ampliado. Uma classe totalmente nova de engenheiros cidadãos e data scientists está usando hoje como uma ferramenta moderna de Business Intelligence para tomar decisões de negócios com mais informações.”

— Daniel Jeavons, gerente-geral – Centro de Excelência para Análises Avançadas, Shell

A Shell permanece na vanguarda de um futuro mais limpo, investindo em tecnologias digitais para combater as mudanças climáticas e se tornar uma empresa de energia com compromisso de zerar emissões líquidas. Toda a empresa está recorrendo a dados e IA para melhorar a eficiência operacional, impulsionar o envolvimento dos clientes e aproveitar inovações, como energia renovável. Sobrecarregada com grandes volumes de dados, a Shell fez da Databricks um dos componentes fundamentais de sua plataforma Shell.ai. Hoje, a Databricks permite que centenas de engenheiros, cientistas e analistas da Shell inovem juntos com uma ambição em comum: fornecer soluções de energia mais limpas com rapidez e eficiência.

Os desafios de extrair insights em escala

Os desafios de extrair insights em escala

Ao longo de mais de 100 anos, a Shell foi pioneira em ideias que influenciaram a forma como usamos a energia.

“Toda a nossa indústria está passando por uma transição massiva”, explicou Dan Jeavons, gerente-geral de data science da Shell. “A tecnologia digital é absolutamente essencial para tornar nossos negócios mais eficientes e bem-sucedidos. Nosso setor está se expandindo para novas áreas de energia mais sustentáveis e com impacto ambiental reduzido. Nessa abordagem, dados e tecnologias digitais são questões importante.”

Embora a transformação digital seja uma questão fundamental para todas as empresas do setor de energia, os desafios permanecem: limitações da infraestrutura tecnológica existente, complexidades do crescimento exponencial de dados e escassez de habilidades de data engineering e data science, essencial para a criação de soluções baseadas em dados.

A Shell escolheu enfrentar esses desafios criando um Centro de Excelência de Data Science. As equipes trabalham lá continuamente para identificar os casos de uso mais lucrativos em toda a cadeia de valor. No entanto, embora a Shell tenha identificado oportunidades de inovação por meio de dados, a empresa enfrentou outro desafio: expandir sua infraestrutura de dados para análises, processamento de big data e machine learning.

Unificação de dados e IA em toda a empresa para impulsionar a inovação

Unificação de dados e IA em toda a empresa para impulsionar a inovação

A Shell escolheu a Databricks Lakehouse Platform como uma das principais ferramentas da plataforma Shell.ai. A Databricks fornece à equipe de dados da Shell uma plataforma escalável e totalmente gerenciada que unifica todos os seus dados, análises e cargas de trabalho de IA. O workspace interativo não só democratizou o acesso aos dados, como também está promovendo a colaboração entre as equipes de data engineering, data science e análises.

“A Shell embarcou em uma transformação digital como parte da nossa ambição de oferecer mais soluções de energia limpa. Com isso em mente, investimos pesadamente em nossa arquitetura de data lake. Nosso objetivo era permitir que nossas equipes de dados consultassem rapidamente nossos enormes conjuntos de dados da maneira mais fácil possível. A capacidade de executar queries rápidas em conjuntos de dados em escala de petabytes, usando ferramentas de BI padrão, é um divisor de águas para nós. Nossa abordagem de coinovação com a Databricks nos permitiu atuar no roadmap do produto. Mal podemos esperar para ver seu efeito no mercado”, comentou Dan.

Essa facilidade de acesso ampliou o escopo das análises além do machine learning para abranger business intelligence e relatórios. Na verdade, com foco em dados e análises, a Shell permitiu que mais de 250 analistas de dados (ou citizen data scientists) e 800 citizen data scientists usassem todos os dados à sua disposição de forma mais produtiva.

Transformação da Shell na empresa de energia do futuro

Transformação da Shell na empresa de energia do futuro

O Centro de Excelência da Shell agora é capaz de explorar e implantar novas soluções orientadas por dados com foco na melhoria das operações da cadeia de suprimentos. Ele permite casos de uso de alto valor agregado que trazem recursos diferenciados para os clientes da empresa e suas próprias atividades.

Do ponto de vista operacional, um dos maiores desafios para uma grande empresa industrial é o gerenciamento eficaz de seu estoque e cadeia de suprimentos. A Shell armazena milhares de peças sobressalentes em suas instalações globais, e seus analistas de estoque tiveram dificuldade em determinar quantas peças sobressalentes deveriam manter em depósitos. Com a Databricks, a Shell conseguiu aproveitar todos os seus dados históricos e realizar mais de 10.000 simulações de inventário em todas as suas peças e instalações. Os modelos de previsão de estoque da Shell agora são executados em 45 minutos (em comparação com as 48 horas anteriormente), melhorando drasticamente as práticas de inventário e proporcionando economias anuais significativas.

A Shell também desenvolveu um mecanismo de recomendação para seu novo programa de fidelidade, o Go+, usado por 1,5 milhão de clientes. Em execução no Azure e na Databricks, o software de IA pode analisar o histórico completo de transações de um cliente e usar essas informações para adaptar ofertas e recompensas às suas preferências, combinando seus dados com outros dados agregados.

Dados e IA também deram à Shell novas maneiras de interagir com seus clientes. O Shell Remote Sense é uma nova iniciativa focada para otimizar a durabilidade e o desempenho de grandes motores instalados em navios e navios de cruzeiro. A Shell processa mais de 750.000 amostras de lubrificante por ano e fornece aos clientes informações sobre a qualidade e o desempenho do óleo. Para os clientes da Shell, isso significa milhões de dólares em economia potencial em custos de reparo e tempo de inatividade, e a empresa também economiza tempo e reduz consideravelmente os custos operacionais.

Uma cultura orientada por dados que entrega resultados

Uma cultura orientada por dados que entrega resultados

Hoje, a Shell está redefinindo os limites da indústria de petróleo e gás com dados e IA. Ao colocar a Databricks no centro de sua plataforma Shell.ai, a Shell executa análises de dados e implanta modelos de machine learning que melhoram a eficiência operacional.

O estabelecimento de uma plataforma comum permite que engenheiros, data scientists e analistas adotem métodos de trabalho mais ágeis, colaborativos e orientados por dados. Atualmente, a Shell está executando mais de 160 projetos de IA, e isso é apenas o começo. A Shell estabeleceu como meta alcançar grandes avanços tecnológicos nos próximos anos usando dados e IA: trilhões de sensores IoT gerarão dados e a impressão 3D de equipamentos e peças revolucionará a cadeia de suprimentos global e reduzirá significativamente os custos. A Databricks está no centro da plataforma Shell.ai que tornará essa visão uma realidade.